Renata e Henrique, Noivos que correm

Renata e Henrique, @noivosquecorrem

Ficamos muito felizes em poder contar um pouquinho da nossa história, que graças a corrida, aconteceu.


Tudo começou em abril de 2014, quando eu (Renata) resolvi sair da inércia e da rotina do meu dia a dia e voltar para as atividades físicas, sou militar e comecei a correr porque para ingressar na Marinha em 2006, precisava correr no mínimo 1.600m e isso pra mim era algo quase impossível.
Consegui, mas correr pra mim era obrigação, não era algo que me motivava, pelo contrário, achava chato ter que correr.
Os anos passaram e a rotina foi me consumindo e eu engordando, daí resolvi entrar em uma assessoria esportiva próxima a minha casa para realizar treinamento funcional aos sábados.
Assim foi, comecei o funcional e como parte desse, existia treinos de corrida, no passar do mês aquilo foi se tornando agradável e ganhou um espaço no meu coração..
Gostei de voltar a correr, da energia boa da galera e nesse meio, descobri muitos da Marinha. Um amigo sempre me falava que tinha um amigo que também treinava lá que servia praticamente no mesmo quartel que eu, mas nós nunca conseguiamos nos encontrar.
Em um dos muitos "treinões" realizados pela assessoria, esse amigo me apresentou ao Henrique e como militares, começamos o assunto descobrindo que trabalhávamos um ao lado do outro, desde 2013 e nunca, se quer, havíamos nos vistos.
Assim começou uma amizade colorida e diferente de mim, Henrique sempre correu, foi jogador de futebol do Juvenil no São Caetano na adolescência e já havia treinado inclusive na equipe de atletismo de um dos quartéis que serviu.
Com isso, durante os treinos, ele sempre foi meu coelhinho, sempre me apoiando quando eu por vezes, pensava em parar.
Com corridinhas aqui e outras alí, fomos nos apaixonando, um pelo outro e cada vez mais pelo esporte que nos uniu.
Ele sempre esteve ao meu lado em todos os km's que já percorri, cada prova ele fazia questão de mostrar que eu era capaz de baixar meu tempo, de ser melhor que eu mesma, que eu era capaz de ir além, sem dúvida foi e ainda é meu maior incentivador. 
Nas provas em que fazíamos juntos e que ele iria para disputar ou tentar um tempo melhor, ele sempre se despedia com um "Vou mas volto para te buscar, tá vida?" e assim eu ia, sabendo que ele iria mas voltaria e a cada corrida me dedicava ainda mais para que cada volta dele pudesse ser menor e mais rápida.
Ele correu comigo os meus melhores 4km, me colocando como 4° na faixa, os  meus melhores 5km me mostrando que existe 5k abaixo de 30', meus primeiros e até então únicos 10km me provando que não há distância que não possamos correr quando estamos juntos. Porque em todos esses km's ele foi e é meu chão, minha cia, a força que por vezes não tenho, o ar que falta dos meus pulmões e o empurrãozinho no fim.
A canelite me pegou e nos fez adiar o sonho de correr a Meia Maratona do Rio nesse ano, mas esse ano consegui, ao lado dele percorrer meus primeiros 21k e agora dia 31/07 iremos para mais uma Meia Maratona, aumentando o Amor e os km's.

Essa foi um pouquinho da nossa história, do quanto a corrida foi importante pra mim, ganhei além de alegria e uns quilos a menos, um noivo, amigo, companheiro na vida e nas pistas..!

Obrigada desde já por ler e dar atenção a nossa história..! 
É bom compartilhar as coisas boas que a corrida pode nos proporcionar..!

Bjks

Noivos Que Correm
Renata e Henrique


Nenhum comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Tecnologia do Blogger.